sexta-feira, 22 de abril de 2016

LUVAS - Segurança e Respeito


É amplamente recomendado que os profissionais de saúde usem luvas por duas razões principais: 

1ª - Para evitar que os microrganismos que estão colonizando a pele das mãos, ou estejam presentes transitoriamente nas mãos do profissional de saúde sejam transmitidos aos pacientes e de um paciente para outro;  

2ª - Para reduzir o risco dos próprios profissionais de saúde adquirirem infecções dos pacientes.

A eficácia do uso de luvas na prevenção de contaminação das mãos de profissionais de saúde e na redução da transmissão de patógenos tem sido confirmada em diversos estudos clínicos.


Entretanto, os profissionais de saúde devem ser informados de que as luvas não fornecem uma proteção completa contra a contaminação das mãos. A microbiota que coloniza os pacientes pode ser observada em até 30% dos profissionais de saúde que usam luvas durante o contato com o paciente. Em tais casos, possivelmente, os patógenos têm acesso às mãos dos profissionais de saúde por meio de pequenos defeitos nas luvas ou pela contaminação das mãos durante a remoção das luvas.

O impacto do uso das luvas na adesão às práticas de higienização das mãos não tem comprovação definitiva, pois estudos publicados têm produzido resultados contraditórios.

Diversos estudos descobriram que os profissionais de saúde que usam luvas higienizam menos as mãos após deixar o quarto do paciente. Por outro lado, outros estudos demonstraram exatamente o contrário. A recomendação para o uso de luvas durante todo o episódio de assistência a um paciente sob medidas de precauções poderia levar o profissional de saúde a perder oportunidades de higienização das mãos.

As luvas devem ser usadas durante todas as atividades de assistência ao paciente que podem envolver exposição a sangue ou fluidos corporais. Além disso, as luvas podem ser usadas em procedimentos que incluam contato com material potencialmente infeccioso que não seja sangue, tais como membranas mucosas e pele não intacta ou durante as situações de surto, conforme recomendado pelas exigências específicas para uso de Equipamento de Proteção Individual (EPI).

O uso desnecessário de luvas em situações não recomendadas representa um desperdício de recursos sem que, necessariamente, leve à redução de transmissão cruzada de microrganismos, e também pode resultar em perda de oportunidade para a higienização das mãos.

Por isso, devemos ressaltar da importância de higienizar sempre as mãos, ANTES e DEPOIS de qualquer procedimento.

Aos meus Colegas de Acupuntura, se atentem com essa parte tão importante de nossos atendimentos. Até mesmo em postagens nas redes sociais. Vejo diariamente pessoas posando para fotos com Pacientes e esquecendo de se apresentar ao público com luvas. 

Creio que todos foram instruídos, enquanto estudantes ainda, sobre os procedimentos de segurança. Mas para os que acham incômodo, já que usamos materiais pequenos, a luva em uma mão já ajudará muito. Meus Professores ensinaram à usar na mão contra dominante, onde se tem o contato maior com a pele de outro. 


OBRIGADA POR SUA VISITA!! ;)

Marque sua sessão. Atendimentos em São Paulo e Grande São Paulo.

(11) 94821-8584 (Whatsapp)



(Via FOLHA INFORMATIVA 6 / Anvisa)

Nenhum comentário:

Postar um comentário