sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Incontinência Urinária: Acupuntura trata?


Incontinência urinária é a perda involuntária de urina. Para muitas pessoas, incontinência urinária é uma fonte de constrangimento e dificuldade social que é escondida e deixada sem tratamento. Estima-se que, no mundo todo, cerca de 200 milhões de pessoas convivam com esse incômodo, que é mais comum em mulheres com mais de 60 anos. Muitos dos casos de incontinência, especialmente em mulheres, não possuem base patológica identificável. Um dos exemplos é a frouxidão na musculatura do períneo. Muitas dessas pacientes não obtêm resultados com as terapêuticas convencionas e, no entanto, respondem bem à Acupuntura. Costuma-se combinar o tratamento geral com a estimulação de pontos específicos nas pernas, no baixo ventre e nas costas.


O trato urinário inclui os Rins (os quais filtram o sangue e excretam os produtos finais do metabolismo do corpo como urina), os Ureteres (tubos que conduzem a urina dos Rins à Bexiga), a Bexiga (o saco que serve como reservatório de urina), a Próstata em homens (a glândula envolvida na produção de sêmen) e a Uretra (tubo que conecta a bexiga ao exterior do corpo). 

Quando você não esta urinando, os músculos dos esfíncteres: externo e interno da uretra, mantém o tubo uretral fechado. Pequenas quantidades de urina são continuamente esvaziadas na bexiga pelos ureteres a cada 10 a 15 segundos. Logo, a urina acumula na bexiga e quando a bexiga está cheia, o cérebro envia sinais para os músculos da bexiga contrair e aqueles da uretra relaxar, permitindo, então, ocorrer a micção. 
A incontinência ocorre quando o estoque e o esvaziamento da urina da bexiga não funcionam de uma maneira coordenada. Esta falta de coordenação entre os processos de estoque e esvaziamento é devido a um mau funcionamento dos nervos e músculos da bexiga ou uretra. 

Existe uma forte tradição do uso de Acupuntura no tratamento da incontinência urinária. Vários pontos trabalhados na técnica possuem indicação para tratar a deficiência, modulando os reflexos nervosos que ficam comprometidos com a doença. 

Para tratar esse problema, o auxílio com o Pilates agregado à outras técnicas de exercício, é recomendado. O tratamento consiste em orientações sobre o funcionamento da bexiga e da musculatura pélvica e exercícios passivos e ativos para fortalecer essa musculatura e a região abdominal. 

Faz-se uma espécie de reeducação comportamental, para que a paciente possa identificar seus problemas e os pontos a serem trabalhados. Em determinadas situações, oriento trabalhos de musculação interna na área do esfíncter uretral (musculatura que envolve o orifício das micções), melhorando o controle da pessoa em segurar a urina. Nesses casos, a paciente se exercita com o apoio do absorvente interno ou de um instrumento específico para isso.


Por isso, se você sofre disso ou conhece alguém que passa por essa dificuldade, não tenha vergonha de procurar ajuda. A Acupuntura te ajudará mais uma vez, e deixará seu corpo em um equilíbrio energético magnífico.


Obrigada pela sua brilhante visita!! Marque sua sessão e seja feliz!! 



2 comentários:

  1. Respostas
    1. Fiz um link para artigo no meu blog> http://dani68historias.blogspot.com.br

      Excluir